QUEIMADURAS

 

A pele é a nossa barreira natural de proteção contra os mais variados agentes agressores, como microorganismos, agentes físicos e químicos.

Além disso, a pele é o órgão mais extenso do corpo humano e é muito importante no controle da temperatura e retenção de líquidos.

A definição de queimadura é bem ampla, porém, basicamente, é a lesão causada pela ação direta ou indireta produzida pelo calor no corpo.

A sua manifestação varia desde uma pequena bolha (flictena) até formas mais graves capazes de desencadear respostas sistêmicas proporcionais à gravidade da lesão e sua respectiva extensão.

 

As Queimaduras são Classificadas de acordo com: 

· O agente causal

· A profundidade

· A extensão (área corpórea atingida)

 

De acordo com o Agente Causador, a queimadura pode ser: 

1. TÉRMICA (provocada por calor, líquidos quentes, objetos aquecidos, vapor).

2. QUÍMICA (provocada por ácidos e bases).

3. ELÉTRICA (quando provocada por raios e corrente elétricas).

4. POR RADIAÇÃO (quando provocada por radiação nuclear).

Para se classificar a queimadura de acordo com a sua extensão existem vários métodos, porém seu aprendizado requer muita prática. Para o socorrista é suficiente observar que quanto maior a extensão da queimadura maior risco de vida vítima estará correndo.

Quanto à profundidade da queimadura (número de camadas de pele atingidas):

                                    

1. PRIMEIRO GRAU: atinge somente a epiderme. Nessa queimadura, a pele apresenta-se em hiperemia (avermelhada), edemaciada (inchada) e há ardor no local dessa queimadura.

 

2. SEGUNDO GRAU: Atinge a epiderme estendo-se até a derme. Caracteriza-se pela presença das flictenas (bolhas). A vítima também apresenta dor local intensa, hiperemia e pele edemaciada.

 

3. TERCEIRO GRAU: Atinge todas as camadas da pele e hipoderme. É considerada grave pois pode provocar lesões que vão desde músculos até ossos. Caracteriza-se por apresentar coloração escura ou esbranquiçada, uma lesão seca, dura e indolor.

 

OBS: a queimadura não é obrigatoriamente uniforme! Podem ocorrer nos diversos graus e ao mesmo tempo.

 

 

PRIMEIROS SOCORROS EM QUEIMADURAS: 

· Interrompa imediatamente o efeito do calor (utilize água fria, não use água gelada, ou utilize um lençol para apagar as chamas no corpo da vítima).

· Em caso de acidentes com queimaduras promovidas por corrente elétrica, não toque na vítima até que se desligue a energia. Tome cuidado com os fios soltos e água no chão.

· Para vítimas de corrente elétrica, observe se há parada respiratória, em caso afirmativo proceda com a respiração de socorro. Transporte imediatamente à vítima para o hospital.

· Faça a avaliação primária da vítima. Identifique qual o tipo, grau e extensão da queimadura.

 

 

 

A queimadura é uma lesão estéril, por isso tenha cuidado ao manuseá-la e evite ao máximo contaminá-la.

 

 

· Retire pulseiras, jóias, relógios, roupas que não estejam grudadas na pele da vítima.

· Caso a queimadura seja de 1º grau, retire a pessoa do sol, utilize substâncias refrescantes como produtos para aliviar a dor e faça a administração por via oral de líquidos.

· Caso a queimadura seja de 2º ou de 3º graus, lembre-se de cobrir a área queimada com gazes molhadas em soro fisiológico ou água limpa.

· Mantenha o curativo molhado usando recipientes de soro ou água limpa até levar a vítima ao hospital.

· NÃO fure as flictenas (bolhas)!

· NÃO utilize manteiga, creme dental, manteiga, gelo, óleo, banha, café na queimadura.

· Remova a pessoa para o hospital caso a queimadura seja muito extensa ou seja de 2º ou 3º graus.

 

"Mais do que prestar primeiros socorros em queimaduras é importante prevenir tais acidentes, principalmente nas épocas de festas populares e festejos juninos, épocas nas quais é evidenciado um aumento na incidência do número de queimados"